Rua Angelica, 25 - Santo André-SP 11 99513-0437 11 4343-5049

Destine seu lixo eletrônico enviando um e-mail

Veja nosso blog

Gostou? compartilhe!

Saiba mais...
Destine seu lixo eletrônico enviando um e-mail

 

A empresa Cidadão Eco faz a logística reversa do lixo eletrônico que está na sua casa. O serviço de coleta é gratuito e garante que a sucata não acabe em aterros sanitários

 

Marina Franco – Edição: Mônica Nunes
Planeta Sustentável – 04/03/2011

 

Que materiais eletrônicos não devem ser descartados com o lixo comum, muita gente já sabe. Mas o destino correto de aparelhos obsoletos ainda é uma incógnita para a maioria das pessoas. Sem saber onde deixá-los para reciclagem, acabam estocando os eletrônicos antigos em residências, condomínios, empresas e escolas.

 

Mas já é possível contar com iniciativas de recolhimento destes materiais. Quem diria que apenas com um e-mail o problema estaria resolvido? Esta é a proposta da empresa Cidadão Eco, que há mais de um ano coleta, gratuitamente, sucata eletrônica em pontos da grande São Paulo.

 

No site da empresa* é possível agendar a coleta. Basta preencher o formulário que será enviado por e-mail com seus dados e a relação do que será retirado. Participam do serviço materiais como HDs, placas, memórias, computadores, celulares, fios e cabos de força, processadores, baterias automotivas, aparelhos de CD e DVD, entre outros.

 

Depois de recolhidos, a Cidadão Eco faz a separação dos aparelhos, os desmonta e encaminha para usinas de reciclagem. “Essas empresas extraem os metais pesados e separam ouro, cobre, chumbo, ferro. Depois de reciclados, matérias-primas como plástico, vidro, ferro e até madeira, voltam para os processos de produção na indústria”, explica Paulino Andrade, o idealizador do projeto. “94% do lixo eletrônico pode ser recuperado”.

 

Se sua cidade não for contemplada pela área de coleta do Cidadão Eco, é possível enviar a sucata pelo correio. “Em casos de grandes quantidades os interessados em se desfazer do lixo podem contratar transportadoras para enviá-lo”, afirma Paulino. Uma solução simples para aquele material velho estocado na sua casa.

 

Marina Franco – Edição: Mônica Nunes
Planeta Sustentável – 04/03/2011
Share54



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Cidadão Eco Whatsapp Cidadão Eco